Estado capacita mais de 9 mil servidores nos cursos do Programa de Compliance Público

O Governo de Goiás capacitou 9.255 servidores em cursos específicos dos eixos do Programa de Compliance Público (PCP), que são ética, responsabilização, transparência e gestão de riscos. O número é referente aos últimos quatro anos, desde a implantação do Compliance no Poder Executivo goiano, em 2019. A formação é disponibilizada pela Escola de Governo, em uma parceria entre Secretaria da Administração (Sead) e a Controladoria-Geral do Estado (CGE).

Coordenado pela CGE, o PCP consiste em um conjunto de ações que visa assegurar que os atos da gestão pública correspondam a padrões éticos e legais, com transparência e efetivo combate à corrupção. O PCP já gerou, até o momento, uma economia potencial de R$ 1,6 bilhão desde sua implantação.

A qualificação ⎼ principalmente os conteúdos relacionados à gestão de riscos ⎼ colaborou diretamente para que esses resultados fossem alcançados. Atualmente, a Escola de Governo oferece seis cursos inseridos nos quatro eixos do Programa de Compliance Público. Até o momento, 285 servidores do estado já receberam a Certificação Profissional em Compliance Público. Eles passaram por todos os cursos da trilha de capacitações do programa e cumpriram 180 horas de formação, sendo 96 horas de conteúdos que fazem parte dos eixos definidos como obrigatórios e 84 horas em opções complementares de capacitação.

Para o controlador-geral do Estado, Henrique Ziller, a capacitação dos servidores estaduais tem sido fundamental para os resultados alcançados pelo Programa de Compliance Público. “Desde que o governador Ronaldo Caiado nos passou a missão de implantar esse programa de integridade em todos os órgãos do estado, sabíamos que uma das principais providências seria integrar as equipes técnicas da CGE e da Escola de Governo para garantir cursos de excelência nos quatro eixos do PCP. O resultado foi mais que positivo, os servidores fizeram sua parte e são as molas propulsoras desse trabalho de avanço na gestão”, afirma.

Secretário da Administração, Alexandre Demartini avalia que esse número é mais um demonstrativo da política eficiente de capacitação coordenada pela Escola de Governo. “A formação do quadro de colaboradores é um ganho para a administração. Conhecimento rompe barreiras, desafia o servidor a adquirir novas habilidades e pensar no serviço público de maneira mais abrangente. Dessa forma, o Estado entrega melhores serviços aos cidadãos”, pontua Demartini.

Governo de Goiás